Portal Fronteira Livre

Domingo, 01 de agosto de 2021
MENU

Política

Roberto Dias, homem forte de Ricardo Barros, é preso por mentir pra CPI

Presidente da CPI dá voz de prisão a ex-diretor da Saúde

514
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O presidente da CPI da Covid  Omar Aziz (PSD-AM) anunciou a prisão de Roberto Ferreira Dias, ex-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, às 17h25 desta quarta-feira (7). Aziz acusou Roberto Dias de mentir e omitir informações da comissão. A medida foi tomada após divulgação de novos áudios mostrando que Dias mentiu na comissão.” O senhor fez um juramento, o senhor está detido pela presidência da CPI “, anunciou Aziz.

“Estou cansado de mentiras. Pedi à polícia do Senado para que o senhor seja preso. Ele está mentindo desde de manhã. Vai ser preso por perjúrio”, disse Aziz. A advogada do depoente tentou interceder, mas Aziz estava irredutível.

Na semana passada, Dias foi exonerado após ser denunciado que teria pedido propina para autorizar a compra de vacinas da AstraZeneca. Ele negou as acusações. A denúncia foi feita pelo policial militar Luiz Paulo Dominguetti, que alegou ser representante da Davati Medical Supply. Segundo Domingueti, Dias cobrou US$1 por dose nas negociações de 400 milhões de doses de imunizantes. Mais cedo, Dias confirmou ter recebido o reverendo Amilton Gomes de Paula para tratar de vacinas, que tentou intermediar compra de vacinas.

Fundador da ONG Secretaria Nacional de Assuntos Humanitários (Senah), será convocado à CPI da Covid para prestar depoimento . Os senadores querem saber qual o papel na negociação de 400 milhões de doses da vacina Astrazeneca, da empresa Davati Medical Supply.

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!