Portal Fronteira Livre

Domingo, 01 de agosto de 2021
MENU

Entretenimento

Paulo Freire, o Andarilho da Utopia - Toda quinta feira às 20horas - Veja aqui como assitir!

Sucesso no Brasil inteiro, peça de teatro sobre os ensinamentos e a obra de Paulo Freire mostra que ele está mais vivo do que nunca!

135
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Sucesso no Brasil inteiro, peça de teatro sobre os ensinamentos e a obra de Paulo Freire mostra que ele está mais vivo do que nunca! Agora na versão on Line

"Não é possível refazer este país, democratiza-lo, humaniza-lo, torna-lo sério, ofendendo a vida, destruindo sonho, inviabilizando o amor. Se a educação sozinha não transforma a sociedade sem ela tampouco a sociedade muda." Este foi um dos últimos escritos do mestre Paulo Freire antes de falecer em 02 de maio de 1997. Assustadoramente atual. Em tempos em que a educação pública corre o risco de ser drasticamente reduzida, lutar pela dignidade humana é fundamental. 

 Isso é Paulo Freire mais vivo do que nunca!

 Com a pandemia do Corona vírus, a arte precisa se reinventar para permanecer viva! E o teatro, considerado a arte da presença, tem buscado alternativas e novos caminhos.  O Andarilho que teve dezenas de apresentações canceladas por causa do Corona Virus agora poderá ser vista on line, no centenário do Patrono da educação brasileira, através da compra de ingressos pela Sympla e transmissão on line pela plataforma Zoon as quintas feiras, as 20h. 

A peça que virou sucesso nacional e referência no meio acadêmico já foi vista por mais de 52.000 pessoas somando 90 apresentações. Já circulou por 12 estados (ES, CE, RJ, RN, SP, PR, TO, AM, PI, DF, BA e PB), em 37 cidades e foi indicada ao prêmio Shell de 2019 na categoria inovação.

A peça derrama no palco a trajetória e os causos de um dos mais notáveis pensadores da história da educação mundial. O espetáculo propõe uma reflexão, mostrando a sociedade e o planeta em constante mudança através da ótica Freiriana, misturando elementos das linguagens do teatro, do palhaço e do teatro de rua. Em todas as sessões, logo após a peça, acontece uma roda de conversa com o diretor, dramaturgo e o ator do espetáculo, uma troca de ideias sobre o mestre patrono da educação brasileira.

"Eu não posso ser se os outros não são" dizia Paulo Freire. E o teatro e Paulo Freire se encontraram. E que encontro! “Paulo Freire, Andarilho da Utopia” traz um sopro de coragem em tempos de tantas desesperanças no Brasil. As palavras de Freire são ditas, vistas, ouvidas, repetidas, refletidas com uma sensibilidade que emociona e impulsiona. Impossível não se sentir tocado durante a apresentação.  Uma conversa com um dos maiores educadores do mundo. Um homem que acreditou com profunda sabedoria na beleza da vida, do encontro, da natureza, da gente, dos animais. Um homem que sabia, como poucos, fazer com que todos se sentissem importantes para o mundo, participantes desse mundo. Um mundo de todos e para todos. Viva Paulo Freire. SEMPRE”.

Sinopse - "Paulo Freire, Andarilho da Utopia"

 O andarilho é um sujeito em movimento. A Utopia é um movimento da alma. É um impulso de buscar, sabendo que existe sempre algo mais a ser descoberto.  Descobrir, para Paulo, é exatamente isso: tirar a coberta, se surpreender com a beleza, a estranheza e o mistério das coisas. "Paulo Freire, o andarilho da Utopia", aparece em nosso espetáculo como um menino, um astronauta, um professor, um brasileiro com sonhos e esperança.  É no interior de Pernambuco, à sombra de uma mangueira, que nossa história começa. Um menino com um graveto na mão inicia o seu processo de leitura do mundo. É submetido à fome, tal qual grande parte da população brasileira. Na Infância da juventude, outra fome lhe ocupa o tempo: as palavras. E ele as devora como se fossem pedaços de comida. Foi essa a sua busca até a eternidade: as palavras. Através delas, e com elas, percorre territórios, tecendo uma pedagogia emancipadora e revoluciona a educação mundial — movido pelo desejo de liberdade de si e dos outros, de consciência política, de justiça e de superação dos obstáculos. Nosso Andarilho, independente da sua vontade, é afastado da Terra, enviado ao espaço, e amanhece na lua. Um lugar escondido do mundo e dos outros, onde se pode OBSERVAR, VER, ENTENDER e APRENDER. Distante do Brasil, reafirma seu amor por sua terra, pela sua gente. Com a toada do verso nordestino e a dialética da cultura popular, convidamos você pra viajar e voltar de novo a ser menino. É assim que reinventamos Paulo Freire em todos nós. Uma história que não tem fim, e por que será?

“Paulo Freire, o andarilho da Utopia”, derrama no palco a trajetória e os causos de um dos mais notáveis pensadores da história da educação mundial.

Ficha técnica:
Dramaturgia: Junio Santos
Ator: Richard Riguetti
Encenação: Luiz Antônio Rocha
Cenário e Figurino: Eduardo Albini
Direção de Movimento: Michel Robin
Preparação de ator: Beth Zalcman
Preparadora corporal: Aline Bernardi
Direção de movimento: Michel Rubin
Projeto de Luz: Ricardo Lira Jr.
Assessoria pedagógica: Josy Dantas
Assessoria de Imprensa: Rachel Almeida (Racca Comunicação)
Assistente de direção: Marcia Rosa
Preparadora vocal: Jane Celeste
Letras de músicas: Ray Lima e Junio Santos
Realização: Grupo Off-Sina e Espaço Cênico Produções Artísticas

Serviço:
Paulo Freire, o Andarilho da Utopia – Apresentações virtuais
Monólogo teatral inspirado na trajetória e na obra do patrono da educação Brasileira, Paulo Freire
Temporada: De 21 de janeiro a setembto.  Sempre as quintas feiras, às 20h.
Ingressos: A partir de R$ 25

Onde comprar e assistir:
 www.sympla.com.br/paulo-freire-o-andarilho-da-utopia
Transmissão: Através da plataforma Zoon
Classificação etária: 12 anos

 

 

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!