Portal Fronteira Livre

Sábado, 18 de setembro de 2021
MENU

Política

Governo Bolsonaro quer retirar direitos do programa Jovem Aprendiz

Programa criado nos anos 2000 foi responsável pela inserção de milhões de jovens no mercado de trabalho

259
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Emenda apresentada pelo governo pode retirar benefícios e contribuição para previdência. Organizações e movimentos são contra a aprovação da medida

Ingressar no mercado de trabalho não é uma tarefa simples. As empresas exigem experiência, qualificação e habilidades dos candidatos, dificultando a procura de quem busca pelo primeiro emprego. Criado para ajudar adolescentes e adultos nesta missão, o programa Jovem Aprendiz foi responsável por abrir as portas para o mercado de trabalho. 

Leia +
Segundo pesquisas, mais de 80% das pessoas com ensino superior possuem emprego

 

Apesar do sucesso da medida, o governo Bolsonaro apresentou à Câmara dos Deputados um projeto que pretende retirar os direitos de quem participa do Jovem Aprendiz. A emenda à Medida Provisória cria o Regime Especial de Trabalho Incentivado, Qualificação e Inclusão Produtiva (Requip), que acaba com o vínculo empregatício.

No modelo proposto pelo governo, a contribuição das empresas para a Previdência passa a ser facultativa e benefícios, como vale-transporte e vale-alimentação podem ser eliminados.

Após a apresentação do projeto, o Ministério Público do Trabalho divulgou um manifesto contrário à proposta. Além do órgão, mais de 300 movimentos e organizações assinaram uma carta que pede para que a emenda não seja aprovada.

Nos últimos anos, o programa foi responsável por incentivar a empregabilidade e a formação continuada de jovens de 14 a 24 anos. Desde que criada, a Lei da Aprendizagem já beneficiou mais de 3,5 milhões de jovens brasileiros com o acesso ao primeiro emprego.

De acordo com uma pesquisa do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), 76% dos egressos que concluíram a aprendizagem estavam trabalhando ou estudando e 30% faziam as duas atividades.

Créditos (Imagem de capa): Parceria entre IEL e SENAI Goiás, Programa Jovem Aprendiz, promove vagas de emprego para jovens / Alex Malheiros

Comentários:

Publicidade
Publicidade

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!