Portal Fronteira Livre

Terça, 17 de maio de 2022
MENU

Economia

Dono de ouro apreendido pela Policia Federal teve reuniões com o gabinete de Bolsonaro

Ele já foi recebido por ministros e até pelo vice-presidente Mourão; sua empresa é suspeita de vender ouro extraído de garimpo.

152
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Proprietário dos 77 quilos de ouro apreendidos pela Polícia Federal (PF) em Sorocaba – SP, esta semana, o empresário Dirceu Frederico Sobrinho, dono da empresa de ouro FD Gold, tem relação próxima com o governo Bolsonaro.
 
Segundo informações da revista Veja, o “rei do ouro” foi recebido por quatro ministros para tratar de interesses dos garimpeiros recentemente. O empresário já se reuniu com o vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos), com o então ministro da Casa Civil Onix Lorenzoni, o ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles e o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno.

De acordo com a publicação, Dirceu Frederico Sobrinho tem “farto histórico” de suspeitas de comércio ilegal de ouro. O Ministério Público Federal (MPF) inclusive, pediu a suspensão da empresa no ano passado, após ela vender mais de uma tonelada do minério extraído de garimpos ilegais da Amazônia.
 
Na operação da PF na quarta-feira (4), o tenente-coronel da PM Marcelo Tasso, que atuava na Casa Militar do governo de São Paulo foi detido ao desembarcar com os 77 quilos de ouro em um avião particular, em Sorocaba. Além dele, outros três policiais militares também tiveram participação, como responsáveis pela escolta da carga ilegal.

Créditos (Imagem de capa): Reprodução

Comentários:

Publicidade
Publicidade

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!