Portal Fronteira Livre

Terça, 25 de janeiro de 2022
MENU

Sociedade

Camargo comemora 2 anos sem receber movimentos negros: "Não dialogo com escravos"

Em série de tuítes, presidente da Fundação Palmares celebrou o afastamento da instituição com os movimentos negros

196
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Em novas críticas, Sérgio Camargo, presidente da Fundação Palmares, usou o Twitter para celebrar o afastamento da instituição com os movimentos negros. De acordo com ele, após dois anos à frente da Fundação, nenhum representante da causa foi recebido.

“Fiz, ontem, dois anos de Palmares. Dois anos sem receber NENHUMA liderança do assim chamado movimento negro. Sou um negro livre! Não tenho que dialogar com escravos”, escreveu Camargo.

Antes, neste domingo (28/11), o presidente da Fundação Palmares ainda chamou o movimento negro de “inútil e ridículo”. Em outro tuíte, o homem alegou que “para a esquerda, pretos são como cães obedientes e servis, sem opinião e vontade própria”.

A frente da instituição desde 2020, com o apoio de Bolsonaro, o trabalho de Camargo consiste, na teoria, em “promover e preservar os valores culturais, históricos, sociais e econômicos decorrentes da influência negra na formação da sociedade brasileira”.

Histórico

Esta não foi a primeira vez que declarações de Camargo causaram polêmicas. Ainda neste mês, Camargo chamou Zezé Motta e Djavan de "pretos vergonhosos". Em setembro, o homem declarou que é o “ terror dos afromimizentos, da negrada vitimista, dos pretos com coleira”.

 

Créditos (Imagem de capa): Reprodução

Comentários:

Publicidade
Publicidade

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!