Portal Fronteira Livre

Segunda, 06 de dezembro de 2021
MENU

América Latina

Após aval de agência federal, os Estados Unidos podem começar a vacinar crianças de 5 a 11 anos

Aplicação do imunizante em 28 milhões de crianças pode começar ainda esta semana.

120
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Os Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA deram parecer favorável nesta terça-feira (2), por unanimidade, ao uso da vacina da Pfizer e da BioNTech contra Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos. Com o aval da agência federal, as doses podem começar a ser aplicadas nesta quarta-feira (3).

Os conselheiros disseram que os benefícios da vacina superam os riscos. A diretora do CDC, Rochelle Walensky, deve assinar a aprovação das recomendações antes que os EUA possam começar a administrar a vacina a crianças nessa faixa etária. Na sexta-feira, o FDA (Food and Drug Administration, agência regulatória americana) concedeu o uso emergencial da vacina da Pfizer para a faixa etária dos 5 a 11 anos.

O FDA autorizou uma dose de 10 microgramas da vacina em crianças pequenas. A dose original, dada a pessoas com 12 anos ou mais, é de 30 microgramas.

No início da reunião, Walensky disse que as hospitalizações pediátricas aumentaram durante a recente onda provocada pela variante Delta do coronavírus.

O risco de Covid-19 “é muito alto e muito devastador para nossos filhos e muito maior do que para muitas outras doenças para as quais vacinamos crianças”, afirmou, acrescentando que o fechamento de escolas teve impactos prejudiciais à saúde mental e social das crianças. “A vacinação pediátrica tem o poder de nos ajudar a mudar tudo isso”, disse ela.

O CDC apresentou dados sugerindo que cada milhão de doses da vacina administrado poderia prevenir entre 80 a 226 hospitalizações em crianças de 5 a 11 anos. Uma vez autorizado, cerca de 28 milhões de crianças serão elegíveis para a injeção no país.

Os membros do painel falaram com entusiasmo a favor da vacinação da faixa etária antes da votação. Muitos disseram que estavam ansiosos para que seus filhos ou netos na faixa etária recebessem as vacinas.

“Sinto que tenho a responsabilidade — todos temos — de disponibilizar esta vacina para as crianças e seus pais”, disse o membro do painel Beth Bell, da Escola de Saúde Pública da Universidade de Washington. “Temos excelentes evidências de eficácia e segurança. Temos uma análise favorável de risco / benefício. E temos muitos pais por aí que realmente estão clamando e querem que seus filhos sejam vacinados.”

A Pfizer e a BioNTech disseram que sua vacina mostrou 90,7% de eficácia contra o coronavírus em um ensaio clínico com crianças de 5 a 11 anos.

Distribuição

O governo dos EUA e a Pfizer já começaram a distribuir a vacina em preparação para aplicação generalizada em crianças.

“Já enviamos para dezenas de estados no fim de semana e na segunda-feira”, disse o presidente-executivo da Pfizer, Albert Bourla, em entrevista. “Há um esforço hercúleo, então haverá doses disponíveis em todos os lugares.”

No início desta semana, a Casa Branca disse que os Estados Unidos têm suprimento suficiente da vacina Pfizer para todas as 28 milhões de crianças de 5 a 11 anos. Embora algumas crianças possam receber suas primeiras vacinas já nesta quarta-feira, a expectativa é que a vacinação pediátrica esteja funcionando com força total na próxima semana, disse um funcionário do governo de Joe Biden.

Apenas alguns outros países, incluindo China, Cuba e Emirados Árabes Unidos, aprovaram até agora as vacinas COVID-19 para crianças nessa faixa etária e mais jovens.

Créditos (Imagem de capa): Reprodução

Comentários:

Publicidade
Publicidade

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!