Terça, 23 de Julho de 2024
(45) 99849-1698
Sociedade INVESTIMENTO

Governo Federal investe R$ 500 milhões para impulsionar ciência, tecnologia e inovação na Amazônia

Recursos visam fortalecer pesquisas, inovações e soluções tecnológicas para bioeconomia, segurança alimentar e desenvolvimento sustentável da região.

09/07/2024 18h05
Por: Redação
A ministra Luciana Santos (Ciência, Tecnologia e Inovação) durante a reunião anual da SBPC. Foto: Luara Baggi / Ascom / MCTI
A ministra Luciana Santos (Ciência, Tecnologia e Inovação) durante a reunião anual da SBPC. Foto: Luara Baggi / Ascom / MCTI

Um marco importante para o futuro da Amazônia: o Governo Federal anunciou a destinação de R$ 500 milhões em investimentos para o desenvolvimento científico e tecnológico na região. Essa iniciativa robusta tem como objetivo impulsionar pesquisas de ponta, fomentar a inovação empresarial e gerar soluções tecnológicas para os principais desafios da Amazônia, com foco na bioeconomia, na segurança alimentar e no desenvolvimento regional sustentável.

R$ 160 milhões: serão destinados à recuperação, atualização e criação de laboratórios, acervos científicos, históricos e culturais, além de coleções biológicas. Essa verba, oriunda do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Ciência e Tecnologia (FNDCT), visa fortalecer a infraestrutura de pesquisa na região, garantindo melhores condições para o desenvolvimento de estudos científicos de alto nível.

R$ 110 milhões: serão destinados a projetos prioritários fora das capitais dos estados amazônicos. Essa ação busca democratizar o acesso aos recursos e fomentar o desenvolvimento científico em diferentes localidades da região, promovendo a inclusão e a valorização das pesquisas realizadas em comunidades e instituições do interior da Amazônia.

R$ 10 milhões: serão destinados à salvaguarda dos acervos do Programa de Coleção Científicas e Biológicas do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa). Com esses recursos, será construído um novo herbário para abrigar uma das maiores coleções de plantas da Amazônia, assegurando a preservação desse patrimônio científico inestimável para as futuras gerações.

Espaços para a cultura e a ciência:

R$ 20 milhões: serão destinados à manutenção e reforma de espaços museológicos na região. Essa verba visa garantir a preservação e o acesso da população a museus que retratam a história, a cultura e a biodiversidade da Amazônia, fortalecendo a identidade regional e promovendo a educação ambiental.

R$ 20 milhões: serão destinados à construção do Museu das Amazônias, em Belém do Pará. O objetivo é que o museu seja inaugurado até a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas de 2025 (COP 25), servindo como um importante espaço para a divulgação de conhecimentos científicos sobre a Amazônia e a promoção do diálogo sobre os desafios e oportunidades para o desenvolvimento sustentável da região.

R$ 150 milhões: serão investidos no projeto de inovação empresarial nas áreas de bioeconomia, cidades sustentáveis, descarbonização, transformação digital, economia digital, restauração florestal, transporte e monitoramento ambiental. Essa iniciativa visa apoiar empresas da região no desenvolvimento de produtos, processos, tecnologias e serviços inovadores que contribuam para o desenvolvimento sustentável da Amazônia, gerando novas oportunidades de negócios e promovendo a competitividade da região.

Leia mais: Camisa Jeans de Manga Comprida da Dom Farias: Um Clássico Versátil e Elegante

R$ 184,2 milhões: serão destinados, por meio de dois editais do Programa de Ciência, Tecnologia e Inovação para Segurança Alimentar e Erradicação da Fome, ao desenvolvimento de soluções tecnológicas para a cadeia socioprodutiva da bioeconomia e sistemas agroalimentares. As chamadas serão direcionadas a Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs) e empresas brasileiras, com o objetivo de apoiar projetos que promovam soluções para os desafios da região, impulsionando a produção de alimentos, a geração de renda e a qualidade de vida das populações da Amazônia.

Os investimentos anunciados pelo Governo Federal demonstram o compromisso com o desenvolvimento científico, tecnológico e inovador da Amazônia. Ao fortalecer a pesquisa, fomentar a inovação e apoiar soluções tecnológicas para os desafios da região, o governo busca garantir um futuro mais próspero e sustentável para a Amazônia, beneficiando as populações locais e preservando a rica biodiversidade da região para as próximas gerações.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias