Sexta, 21 de Junho de 2024
(45) 99849-1698
Geral Geral

Presidentes Lula e Santiago Peña se reúnem em Brasília para início da revisão do Anexo C do Tratado de Itaipu

Presidentes Lula e Santiago Peña se reúnem em Brasília para início da revisão do Anexo C do Tratado de Itaipu

23/10/2023 07h17 Atualizada há 8 meses
Por: Assessoria
Lula e Peña durante encontro em Nova York. Presidentes voltam a se encontrar em Brasília, no dia 26 de outubro. Fotos: Ricardo Stuckert | PR
Lula e Peña durante encontro em Nova York. Presidentes voltam a se encontrar em Brasília, no dia 26 de outubro. Fotos: Ricardo Stuckert | PR

Os presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e do Paraguai, Santiago Peña, se reúnem em Brasília (DF) na próxima quinta-feira (26) para início oficial das negociações do Anexo C, documento que estabelece as bases financeiras do Tratado de Itaipu.

Os presidentes serão acompanhados pelos diretores-gerais da Itaipu, Enio Verri, do Brasil, e Justo Zacarías Irún, do Paraguai. Eles se encontram no Ministério de Minas e Energia (MME), onde também será realizada a Reunião do Conselho de Administração da binacional, prevista para a manhã do dia 26. “Trata-se de uma data histórica para os dois países”, disse Enio Verri, ao anunciar o encontro nesta quinta-feira (29), durante audiência na Comissão de Infraestrutura no Senado, que discutiu a tarifa da usina.

O texto do Anexo C prevê que o documento pode ser revisto após 50 anos de vigência, o que ocorreu em abril de 2023, tendo em conta a amortização da dívida contraída para a construção da usina hidrelétrica. A revisão não contempla o corpo do Tratado de Itaipu e os an

[caption id="attachment_26463" align="alignnone" width="822"] Lula e Peña durante encontro em Nova York. Presidentes voltam a se encontrar em Brasília, no dia 26 de outubro. Fotos: Ricardo Stuckert | PR[/caption]

exos A e B.

 

A negociação é conduzida pelos ministérios de Relações Exteriores do Brasil e Paraguai – as Altas Partes Contratantes. Uma vez alcançado um acordo, na negociação conduzida pelos Ministérios de Relações Exteriores do Brasil e Paraguai, o documento precisará ser aprovado pelos Congressos dos dois países, obedecendo o rito de aprovação de tratados internacionais, de acordo com a Constituição de cada país.

Leia mais: Violência indiscriminada e punição coletiva em Gaza devem cessar

O Anexo C do Tratado de Itaipu estabelece as condições de suprimento de energia, o custo do serviço de eletricidade, a receita e outras disposições que compõem as bases financeiras e de prestação dos serviços de eletricidade.

A Diretoria Brasileira de Itaipu apenas assessora a discussão a respeito do Anexo C, com o fornecimento de informações técnicas ao Ministério de Minas e Energia e ao Ministério de Relações Exteriores do Brasil. “A Itaipu, dentro do tratado, tem um papel. Somos auxiliares técnicos, fazemos as planilhas, os números e repassamos ao Ministério de Relações Exteriores”, concluiu Verri.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias