Sexta, 21 de Junho de 2024
(45) 99849-1698
Geral Geral

Lula diz que Brasil vai estudar a abertura de um consulado-geral em Angola

Lula diz que Brasil vai estudar a abertura de um consulado-geral em Angola

02/09/2023 10h36 Atualizada há 10 meses
Por: Assessoria
Consulado-geral em Luanda seria o primeiro em um país de língua portuguesa na África - Foto: Ricardo Stuckert (PR)
Consulado-geral em Luanda seria o primeiro em um país de língua portuguesa na África - Foto: Ricardo Stuckert (PR)

Intenção é atender os cerca de 30 mil brasileiros que vivem no país, segundo disse o presidente na inauguração da galeria Ovídio de Melo em Luanda

No segundo dia de sua visita oficial a Angola, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o governo brasileiro vai estudar a implementação de um consulado-geral em Luanda, em sua declaração à imprensa durante a cerimônia de inauguração da galeria Ovídio de Melo, no Instituto Guimarães Rosa, na manhã deste sábado (26/8).

"Com aproximadamente 30 mil brasileiros, Angola já abriga nossa maior comunidade em todo o continente africano; por isso, instrui o chanceler Mauro Vieira a estudar a abertura de um consulado-geral em Luanda, que seria o primeiro em um país de língua portuguesa na África", disse o presidente.

Diferente de uma embaixada, que é uma representação diplomática do governo brasileiro junto ao governo do país estrangeiro, o consulado tem a missão de atender questões relativas a brasileiros no exterior, como repatriamentos, hospitalizações e prisões, e também serviços como emissão de vistos ou passaportes e legalização de documentos, entre outros, tanto para brasileiros quanto estrangeiros.

Visita Oficial — O presidente Lula faz em Angola a primeira visita oficial ao continente africano de seu terceiro mandato. Na sexta-feira, ele foi recebido pelo presidente angolano João Lourenço, para uma reunião bilateral, participou de uma sessão solene na Assembleia Nacional de Angola e do encerramento de um fórum empresarial que teve a participação de cerca de 800 empresários dos dois países.

No início da semana, Lula participou da XV Cúpula de chefes de Estado do BRICS na África do Sul, em que o grupo de nações decidiu pela entrada de seis novos países-membros (Arábia Saudita, Argentina, Egito, Emirados Árabes, Etiópia e Irã). Na ocasião, ele teve reuniões bilaterais com a primeira-ministra de Bangladesh e o presidente do Irã.

Amanhã (27), a delegação brasileira viaja para São Tomé e Príncipe, onde acontece a Conferência de chefes de Estado da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

   

Veja também

https://www.fronteiralivre.com.br/presidente-assina-mp-que-tarifa-super-ricos-e-envia-projeto-para-tributar-capital-de-brasileiros-em-paraisos-fiscais/
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias