Sábado, 13 de Julho de 2024
(45) 99849-1698
Geral Geral

Brasil e Argentina chegam a acordo de US$ 600 milhões para financiar exportações

Brasil e Argentina chegam a acordo de US$ 600 milhões para financiar exportações

02/09/2023 10h18 Atualizada há 10 meses
Por: Assessoria
Massa, Lula e Haddad conversaram sobre alternativas para o comércio bilateral entre Brasil e Argentina - Foto: Ricardo Stuckert/PR
Massa, Lula e Haddad conversaram sobre alternativas para o comércio bilateral entre Brasil e Argentina - Foto: Ricardo Stuckert/PR

Presidente Lula e ministro da Fazenda, Fernando Haddad, se reuniram com ministro da Economia argentino, Sergio Massa, para discutir garantias à continuidade das exportações brasileiras ao país vizinho

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu com o ministro da Economia da Argentina, Sergio Massa, nesta segunda-feira (28/8), no Palácio do Planalto, para discutir novos mecanismos de financiamento ao comércio bilateral entre os dois países.

Uma cooperação entre Banco do Brasil, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Banco de Desenvolvimento da América Latina e Caribe (CAF) poderá garantir um acordo de US$ 600 milhões para financiar exportações ao país vizinho. A iniciativa ainda precisa de aprovação do conselho gestor do CAF, que se reunirá no dia 14 de setembro.

O BB vai garantir as exportações das empresas brasileiras e o CAF vai entrar com uma contragarantia para o Banco do Brasil. Existe a possibilidade de a gente nem precisar acionar o Fundo Garantidor de Exportação. Seria uma operação nova que viria ao encontro dos interesses de restabelecer o fluxo de comércio bilateral”
Fernando Haddad, ministro da Fazenda

“A equipe da Fazenda tinha estruturado uma operação menor do que US$ 600 milhões, algo em torno de US$ 140 milhões, que tinha como fundamento a garantia em yuans de exportações brasileiras. Quando a Argentina dispõe de reserva em yuan para garantir exportação brasileira, oficialmente as reservas da Argentina diminuem. A Argentina, com apoio do CAF, não precisa abrir mão dessas reservas para garantir as exportações”, declarou o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, após a reunião.

Em viagem à África na última semana, Haddad explicou que havia enviado ao governo argentino uma proposta de acordo para assegurar a continuidade de exportações de alimentos e peças de carros entre Brasil e Argentina. A ideia agora, segundo o ministro, é que, quando o exportador brasileiro vender para a Argentina, ele será pago pelo Banco do Brasil, que receberá a garantia do CAF.

“O BB vai garantir as exportações das empresas brasileiras e o CAF vai entrar com uma contragarantia para o Banco do Brasil. Existe a possibilidade de a gente nem precisar acionar o Fundo Garantidor de Exportação. Seria uma operação nova que viria ao encontro dos interesses de restabelecer o fluxo de comércio bilateral”, destacou o ministro.

Frota fluvial - Sergio Massa pontuou que a conversa com o presidente Lula também abordou o aumento de trocas fluviais entre os países, interrompidas na gestão anterior, e a renovação do acordo São Borja (Brasil)-Santo Tomé (Argentina).

Em julho, o Governo Federal, por meio do Ministério dos Transportes, renovou o contrato de concessão da ponte internacional que liga as duas cidades, garantindo regularidade das operações e atendimento aos usuários.

O acordo permitirá a permanência da concessionária Mercovia S.A. como gestora do empreendimento – importante entreposto comercial entre os países – por mais 12 meses. “O acordo nos permite seguir administrando a facilidade logística na zona que move 60% do comércio bilateral", reforçou Massa.

Ainda de acordo com o ministro argentino, o convite para que a Argentina integre o BRICS foi um enorme passo. “Uma proposta e iniciativa que se deu por causa do presidente Lula. Os argentinos entenderam a importância da parceria comercial entre o Brasil e a Argentina”, finalizou.

Veja também

https://www.fronteiralivre.com.br/governo-lanca-maior-programa-de-inovacao-da-historia-com-apoio-de-r-60-bi-e-novas-taxas/
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias